sábado, 10 de outubro de 2015

COGUMELO MÁGICO

http://lh4.ggpht.com/_lcSuAYr9RWo/Tcvj9RbHJaI/AAAAAAAAZD4/PbA6NH0Ia7M/testes%20nucleares%20ilha_thumb%5B2%5D.jpg?imgmax=800


COGUMELO MÁGICO

A ciência criou em seus laboratórios, um cogumelo,
De longe tão terrível, que de feio se tornou belo,
Mas abriu um outro mundo com suas explosões,
Mundos escondidos em suas diversas radiações.

O deus Marte vive esta criação com sede do poder,
Espíritos antigos foram acordados no alvorecer,
Vieram então, ideias que mudaram a humanidade,
Trocando moral por vícios, sabedoria por insanidade.

E os loucos continuam seguindo o deus da crueldade,
Gastando sua alquimia em benefício da maldade,
A loucura aumenta e os lucros se acumulam,
As mídias mentem, e os mudos se acomodam.

Vendo o que o Cogumelo conseguiu fazer,
Seus efeitos ainda fazem muita gente perecer,
E os demônios que foram libertos jamais serão sepultados,
Porque, por toda Terra, são ainda condecorados.

O gigante mágico continua andando entre os povos,
Entrando na mente ignorante, ambiciosos novos,
O que será do mundo quando o louco comer o cogumelo?
Querer, em sua loucura, sair de sua redoma, do seu castelo?

Verá que será tarde para ter o que lhe resta,
Porque o cogumelo de Marte já fez sua festa,
E a Terra se tornará Marte, inóspita e fria,
Vítima de uma humanidade que jaz, de alma vazia.

Elder Prior.

Um comentário: