domingo, 16 de agosto de 2015

POESIA FEITA MULHER


http://www.verdor.org/imagens/textos/cigana.jpg

POESIA FEITA MULHER

Eu faço esta canção, pra você dançar,
Eu toco esta melodia, pra você cantar,
Eu entro em seu silêncio, com minha poesia,
Te vejo com seus encantos, um sorriso de alegria.

Acendo outra fogueira, pra te esquentar,
Uma canção ao seu ouvido, pra te acalentar,
Dançando em torno da fogueira toda enfeitada,
Com flores do tempo e sua saia rodada.

Sumiram as outras pessoas neste momento só nosso,
Se tu quiseres eu quero, se tu puderes eu posso,
E na magia que cresce, preparando a noite de lua,
Vamos sair, deixar esta movimentada rua.

Acendo em casa a lareira, pra te amar,
Uma carícia em seus cabelos pra te encontrar,
Te amando no chão, sentindo sua pele delicada,
Um tapete voador nos leva pela noite encantada.

Eis que chega o outro dia e ainda estás aqui,
Por tantos caminhos que passei, que fui, que percorri,
Cheguei a uma estrada que me levou a ti,
Entre todas as mulheres, igual jamais nunca vi.

Por isso, decidi ficar.

Elder Prior.


Nenhum comentário:

Postar um comentário