sábado, 1 de agosto de 2015

AS RAINHAS




AS RAINHAS

Vestia, seu vestido ornado de pedras e metais,
Alegrava, com sua beleza, a pureza das catedrais,
Um anjo que se fez, a rainha mais bela,
Carregando sua cruz, rainha pintada em aquarela.

Ao cair a tarde, ornada de alfazemas e rosas,
Exalava de seu corpo as fragrâncias apetitosas, 
Um anjo sensual, a rainha desejada,
Por todas canções de amor, você foi cantada,
Numa pintura renascentista, foi também detalhada.

No alvorecer, surge imponente de espada e escudo,
Beleza inteligente, pra deixar um homem mudo,
Um  anjo poderoso, a rainha que luta armada,
Escultura fantástica, por nações tão amada,
Em heavy metal, suas façanhas inspiradas,
Nas pinturas de Picasso, suas formas desalinhadas.

E na escura morada dos sonhos esquecidos,
Impõe sua forma nos leitos aquecidos,
Um anjo que vive em dois mundos distintos,
Uma joia rara, que aflora todos os instintos,
A escultura criou vida em seu corpo de silicone,
A música eletrônica ouvida em seu iphone,
Pinturas na parede, do Egito tornaram-se arte no grafite.
As quatro rainhas,
Copas, espadas, ouros e paus, em tudo o que existe. 

Elder Prior

Nenhum comentário:

Postar um comentário