quinta-feira, 27 de agosto de 2015

A FEITICEIRA E O REI

http://kdfrases.com/frases-imagens/frase-conhece-te-a-ti-mesmo-e-conheceras-o-universo-e-os-deuses-socrates-116060.jpg


A FEITICEIRA E O REI

Havia um rei muito invocado,
Pelos pensamentos, desesperado,
Temia a morte, mas não temia invocar,
Com a necromancia resolveu se ligar.

Ela lhe deu um poder esquecido,
Que pelos antigos, fora banido,
E ele pediu que se abrisse a barreira,
Entre a morte e uma feiticeira.

O tempo passou, o que abriu nunca fechou,
Outros passaram pelo caminho, até que um encantou,
E as palavras abriram novas descobertas,
Outras portas incríveis foram abertas.

O mundo foi mudando com seu feito,
Nem fogueiras das inquisições deram jeito,
O feitiço virou contra o rei desavisado,
"Conhece-te a ti mesmo", diz o velho ditado.

Tudo se transformou numa busca por prazer,
"Faça o que tu queres", o lema é querer sem saber,
Que o amor só é grande quando vence a si mesmo,
Do contrário, caminhará sempre a esmo.

Indo novamente consultar a feiticeira,
Que lhe dará uma notícia ligeira,
Do que gostaria de ouvir em seu reinado barato,
Misturado na loucura, entre o gato e o rato.

Elder Prior


sexta-feira, 21 de agosto de 2015

RODA DO DESTINO

http://katyb.com.br/wp-content/uploads/2014/05/amor52.jpg


RODA DO DESTINO

A mesma forma de pensar, sem mudar,
O mesmo caminho a caminhar,
E tudo em revisão do nada que fiz,
Nesta minha vida que se serve de nutriz.

O ciclo do destino selou minha boca,
Esvaziando enquanto preenche minha cabeça oca,
E tudo tão rotineiro, tão igual,
Sem nada acrescentar para o mundo atual.

Sabendo que é difícil lutar contra o labirinto,
Com as causas tolas que mudam o que sinto,
Se perdendo no meio de tantos pesadelos,
Que só agora percebi, como é difícil vê-los.

Mas a mudança faz parte da vida, 
Talvez um jogo, a minha brincadeira preferida,
Sem nunca perder o caminho da batalha,
Andando no estreito trajeto do fio da navalha.

A vontade me diz que algo novo existirá,
E que meus anseios a visão enxergará,
Novos caminhos para a beleza do olhar,
Um caminho que mostra como é bom amar.

Lá, no horizonte, vejo mudanças boas na vida,
Daqueles que procuram a verdade que está esquecida,
Vejo um futuro, uma grande mudança,
Enchendo as pessoas com mais esperança.

Elder Prior

domingo, 16 de agosto de 2015

POESIA FEITA MULHER


http://www.verdor.org/imagens/textos/cigana.jpg

POESIA FEITA MULHER

Eu faço esta canção, pra você dançar,
Eu toco esta melodia, pra você cantar,
Eu entro em seu silêncio, com minha poesia,
Te vejo com seus encantos, um sorriso de alegria.

Acendo outra fogueira, pra te esquentar,
Uma canção ao seu ouvido, pra te acalentar,
Dançando em torno da fogueira toda enfeitada,
Com flores do tempo e sua saia rodada.

Sumiram as outras pessoas neste momento só nosso,
Se tu quiseres eu quero, se tu puderes eu posso,
E na magia que cresce, preparando a noite de lua,
Vamos sair, deixar esta movimentada rua.

Acendo em casa a lareira, pra te amar,
Uma carícia em seus cabelos pra te encontrar,
Te amando no chão, sentindo sua pele delicada,
Um tapete voador nos leva pela noite encantada.

Eis que chega o outro dia e ainda estás aqui,
Por tantos caminhos que passei, que fui, que percorri,
Cheguei a uma estrada que me levou a ti,
Entre todas as mulheres, igual jamais nunca vi.

Por isso, decidi ficar.

Elder Prior.


terça-feira, 11 de agosto de 2015

TOCANDO A HARPA DE OURO

https://rceliamendonca.files.wordpress.com/2013/07/harp-audition-moritz-von-schwind.jpg

TOCANDO A HARPA DE OURO

Os cristais tocam a música soprada pelo vento,
Escalas, ritmos, músicas em nascimento,
Na porta do destino, notas, divinos arpejos,
Lá dentro, tocando a harpa de ouro, os desejos.

Nem sempre se ouve os sons dourados,
Exigem muita paciência,  ouvidos treinados,
A virgem ouve a pureza do poema,
Entre os dedos ágeis, decifrando o problema.

As águas embalam o sono da floresta,
Enquanto a Lua cheia prepara a festa,
A fogueira se acende na saliva noturna,
Velhas senhoras retiram a candeia da urna.

Jovens belos, surgem nas penumbras da mata,
O amor, o desejo, no tocar da música desata,
A inocência caminha com seus pés suaves,
Onde a nudez é liberdade, não está entre pecados graves.

O que aconteceu com a harpa da harmonia?
A humanidade, um mundo, talvez algum dia,
Todos seremos livres para sermos humanos,
Onde as diferenças do genital não nos cause danos,
E jamais teremos vergonha do que somos,
Nus, nós, Adão e Eva novamente, somamos.

Elder Prior.

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

A POÉTICA MUTAÇÃO - IRROMPER

http://www.sua-sorte-online.com.br/interpretacao-do-i-ching/hexagramas/images/hexagrams/hexagram_43.png




IRROMPER

Do traço cego de uma flecha de cupido,
Ou nas incertezas do fogo ardente do anjo caído,
Eis que surge intrigante a dádiva determinante,
Se manifesta entre as velhas paredes da casa do hierofante.

O amor cavalga no unicórnio perdido na floresta,
Mulheres comem sua parte da maçã indigesta,
Os caminhos do silêncio se horrorizam com a canção,
Que prestam homenagens aos tolos, com grande devoção.

As águas salgadas escondem a vontade do tritão,
Bravos guerreiros misturam na terra o sangue do leão,
O Sol fustiga as pequenas gotas do mel celeste,
Jovens faunos brindam entre o carvalho e o cipreste.

Lá, na longínqua vila, no fim da existência,
Um velho mago faz magia do pó da consciência,
As nuvens se abrem para uma nova ideia,
Determinante para a humanidade em sua epopeia,

Translúcidos desejos se envolvem nos olhos da Medusa,
Mapeando o futuro do desejo que você não recusa,
No horizonte, os duendes ainda escondem potes de ouro,
Embaixo da ponte, onde os deuses revelaram seu agouro.

Elder Prior.
 


sábado, 1 de agosto de 2015

AS RAINHAS




AS RAINHAS

Vestia, seu vestido ornado de pedras e metais,
Alegrava, com sua beleza, a pureza das catedrais,
Um anjo que se fez, a rainha mais bela,
Carregando sua cruz, rainha pintada em aquarela.

Ao cair a tarde, ornada de alfazemas e rosas,
Exalava de seu corpo as fragrâncias apetitosas, 
Um anjo sensual, a rainha desejada,
Por todas canções de amor, você foi cantada,
Numa pintura renascentista, foi também detalhada.

No alvorecer, surge imponente de espada e escudo,
Beleza inteligente, pra deixar um homem mudo,
Um  anjo poderoso, a rainha que luta armada,
Escultura fantástica, por nações tão amada,
Em heavy metal, suas façanhas inspiradas,
Nas pinturas de Picasso, suas formas desalinhadas.

E na escura morada dos sonhos esquecidos,
Impõe sua forma nos leitos aquecidos,
Um anjo que vive em dois mundos distintos,
Uma joia rara, que aflora todos os instintos,
A escultura criou vida em seu corpo de silicone,
A música eletrônica ouvida em seu iphone,
Pinturas na parede, do Egito tornaram-se arte no grafite.
As quatro rainhas,
Copas, espadas, ouros e paus, em tudo o que existe. 

Elder Prior