sexta-feira, 5 de junho de 2015

POÉTICA MUTAÇÃO - CONFLITO



CONFLITO

Eclodem lutas sangrentas entre a raça humana,
Que faz da sua delicadeza, uma atitude leviana,
Passa o tempo e parece que nada mudou,
As mesmas bandeiras, as mesmas armas, tudo ficou.

Talvez, por causa desta duplicidade cerebral,
Que mistura o anjo com uma parte animal,
Os conflitos se pesam dentro da consciência,
Os conflitos se ferem criando a falência.

Surgem heróis, mitos, grandes sábios, grandes mentes,
Que criam em benefício da humanidade e seus regentes,
Ideias novas que apaziguam a voracidade,
Criando um pouco de conforto e felicidade.

Surge malvados, sentimentos macabros, sementes do abismo,
Que criam sua regras, regendo tudo com cinismo,
Ideias do mal, que destroem a beleza,
Levando todos para o caminho da incerteza.

No final do tempo, termina o espaço,
As reticências querendo ser ponto, querendo se agrupar,
Os acentos se perdem num mundo escasso,
Onde o amor não se acentua, só se vê passar.



Elder Prior.

Um comentário:

  1. Não posso afirmar que sempre foi assim, pois não vivo "desde sempre", mas, pelo menos desde que estou por aqui, percebo que aumenta, cada vez mais, a distância entre a Ética e a Moral.

    ResponderExcluir