quarta-feira, 20 de maio de 2015

POÉTICA MUTAÇÃO - INSENSATEZ JUVENIL





INSENSATEZ JUVENIL

Em sua confusão mental dizendo tolices,
Aprendendo nos erros de um campo de idiotices,
Regras criadas por ideias ultrapassadas,
Que no passado deveriam ter sido deixadas.

Um velho mendigo descobriu a fonte da juventude,
Tornou-se um jovem indigno e sem atitude,
Prefere guardar o que não é seu por direito,
Fazendo pessoas ignorantes lhe olharem com respeito. 

Vários diplomas, guarda em sua insensatez,
Uma jovialidade perdida em sua falta de lucidez,
Criando disciplinas que de nada serviram,
Algumas, nas curvas do tempo resistiram.

Levantou-se desta vida de ignorância confusa,
Onde se prende ao passado e o futuro acusa,
Como se não existisse nada de bom no que surge,
Pena de ti, pois, o fim de suas ideias urge.

O movimento do mundo não espera quebrar sua crosta,
As migalhas do que passou está na mesa posta,
O destino te pesa sem pratos na balança,
Cega, a Justiça rege o que chamas de lembrança.

Elder Prior.

quinta-feira, 7 de maio de 2015

POÉTICA MUTAÇÃO - O CRIATIVO




O CRIATIVO


Rompendo as barreiras do som, tornando-se luz e vida,
Pelos raios e seus dragões, viajando pelo céu escondida,
Soprando no vento sua energia de criação,
Penetrando na natureza, nas almas, no coração.


Descendo pelas paisagens, no simples ato de criar,
Que nada mais é, do que a ânsia de amar,
Um Dionísio embriagado, seduzido pelo desejo,
Uma Ninfa, uma taça de vinho, o carinho de um beijo.


O tempo liberta a criação pelo espaço inexplorado,
Trazendo em seu amor o olhar do apaixonado,
E o mundo se torna a grande amante esperada,
Abrindo-se à paixão como uma rosa perfumada.


A luz impregna toda a força da canção,
Entre os bardos alcoolizados, entre os monges em oração,
Dançarinas da beleza que se espalham entre as flores,
Espelhando entre elas as sutilezas dos odores.


E a criação continua em seu caminho ao além,
Entre o "faça-se luz" divino e a crença do "amém",
Num namastê exótico em que Deus está em tudo,
Em que tudo é o Tao, entre o Shiva agitado e o Buda mudo.


Elder Prior.

POÉTICA MUTAÇÃO - O RECEPTIVO




O RECEPTIVO


Prepare a sua alma e o seu coração apaixonado,
Para ouvir a voz do vento dizendo: "Estou acordado",
Receba a parte de sua vontade querendo respirar,
Refazer suas asas e reaprender o ato de voar.


O velho corpo de barro ressecado espera o fogo do dragão,
Na forja dos ciclopes, entre os fornos sagrados do ancião,
A serpente se contorce para morder a maçã,
O bem e o mal escondido nos quitutes da anciã.


Onde está a ilha escondida da grande senhora?
Trazendo o poder criativo em seu útero, esperando a hora,
O momento em que o céu encontra a terra sagrada,
Fazendo da incerteza uma eterna aliada.


O filho está para nascer uma vez mais,
Uma nova consciência para libertar os ancestrais,
Da certeza que a verdade estaria tão escondida,
Enquanto a realidade se ilude com o caminho da vida.


Quem sabe a humanidade cospe fora o veneno engolido,
E que a água viva seja agora o antídoto deglutido,
Enquanto a raça vil se perde no caminho infernal,
A nova consciência livrará o homem do pecado original.


Elder Prior..

segunda-feira, 4 de maio de 2015

VIDA LUDICA




VIDA LÚDICA

A vida é um jogo de princípios e fins,
Meios pelos quais buscamos a essência lúdica,
Erros e acertos que são analisados pela sorte,
O livre arbítrio de seguir o caminho penoso.

A harmonia se esconde entre as asas dos anjos,
Que brigam pela sua alma vazia de ideias,
Buscando coisas fúteis em pensamentos inúteis,
Um dia atrás do outro sem perdão para a consciência,
Que esbarra na ciência criada para explicar Deus.

Jogam-se os dados da roda da fortuna,
Na arte da guerra do tabuleiro de Xadrez,
Uma vida de conflitos explicados nas cartas de Tarô,
O poder de pedra e a força para levantar a Runa.

Intrigantes intrigas povoam sua mente,
Um Maha Lila de espadas e serpentes,
Anjos do bem e do mal na balança universal,
Velas lúdicas indicam o jogo no castiçal.

A vida é um jogo com princípio e fim.

Elder Prior.