terça-feira, 9 de setembro de 2014

A POÉTICA MUTAÇÃO - A QUIETUDE




A QUIETUDE

A quietude avança pelo mundo humano,
Tomando o movimento do ar insano,
Que faz a vida viver e surgir do escondido,
Da alma, da terra, do ramo escolhido.

Dança o rabino em sua dança quase autista,
Que faz da quietude a maior obra do artista,
Faz o homem buscar em seu instinto básico,
A quietude da mulher e seu orgasmo mágico.



O universo semeia a mente dos pensadores,
Que buscam no infinito o elixir de suas dores,
E a quietude esconde a preciosidade da verdade,
O limite da aurora, entre ilusão e realidade.

O futuro é a quietude do que semeamos,
Aquilo que fizemos e o que nos tornamos,
O caminho que leva para a antiga questão,
Porque vive o homem? Qual a razão?

Mas a ciência supera a antiga ciência,
Mostra ser verdadeiro o que era demência,
Só nos resta esperar que o futuro apareça,
Na quietude mais intima de nossa cabeça.

Elder Prior

domingo, 7 de setembro de 2014

A POÉTICA MUTAÇÃO - DESENVOLVIMENTO GRADUAL








Desenvolvimento Gradual



Quem acredita que pode ter as coisas rapidamente,
Não entendeu que é necessário primeiro, plantar a semente,
Mesmo que o mundo pareça tão rápido caminhar,
Acredite, é necessário primeiro parar e semear.


Enquanto turbilhões de pessoas vivem em seu corre-corre,
A vida nasce, se transforma pelo espaço e pelo tempo, morre,
Enquanto pedras, astros, átomos, árvores, animais, mudam,
A humanidade acha que apenas de seus corpos desnudam.


E o desenvolvimento gradual continua pelo mundo,
Se espalhando, de um lugar primordial oriundo,
A luz e a escuridão se mesclando, se amando,
Fazendo com que tudo continue em seu caminho, andando.


Não apresse o rio, já disseram um dia,
A pressa é inimiga da alegria,
Como ter tempo para apreciar a liberdade?
Se a corrida pela realidade é a vida da humanidade?


Enquanto os escravos se escravizam,
As coisas se desenvolvem gradualmente.


Elder Prior

A POÉTICA MUTAÇÃO - PROVER ALIMENTO



                                                 






                                                   PROVER ALIMENTO




                              Tudo que se fala nem sempre é o que se pensa,
                                Mas tudo que se fala gera uma reação,
                          Não interessa a quem o pensamento pertença,
                          Que sempre tocará fundo dentro do coração.



                        Tudo o que se come nem sempre é o que alimenta,
                              Mas tudo que se come gera uma reação,
                          Não interessa de onde provém tua alimentação,
                            Ela sempre fará parte de sua constituição.



                             Nada do que se fala deve ser desperdiçado,
                               Com dizeres inúteis ou palavras malditas,
                                Devemos saber o que esta sendo falado,
                               E não tagarelar as palavras que são ditas.



                             Nada do que se come deve ser envenenado,
                              Com químicas inúteis ou sabores malditos,
                               Devemos saber o que está sendo comido,
                      E não se empanturrar fazendo do comer os seus ritos.



Elder Prior