quinta-feira, 14 de agosto de 2014

A POÉTICA MUTAÇÃO - REVOLUÇÃO



                                         REVOLUÇÃO

Continua a humanidade em seu caminho de revolução,
Procurando entre os espaços algo como solução,
Mas parece que não existe nada para apaziguar,
A guerra de pensamentos a se realizar.

Vieram os pensadores para revolucionar idéias,
Outros eram inventores em suas mágicas odisséias,
Com artifícios que criavam um mundo irreal,
Buscando ser um deus, um ser ideal.

Mas ficaram as cascas, os restos de nossa ânsia,
As grandes construções de enorme elegância,
Que o tempo teima em transformar em pó,
Numa estátua de sal como a mulher de Ló.


A revolução continua em seu moinho eterno,
Dia e noite, primavera, verão, outono e inverno,
Almas que fingem entender o que é a vida,
Passam correndo pela juventude destemida,
E quando enxergam, já é tarde, anoitece,
O mundo é revolução e sua vida padece,
No fim que todo mundo criou,
Um ponto final que a humanidade colocou.

Elder Prior
 

Um comentário:

  1. "Almas que fingem entender o que é a vida,
    Passam correndo pela juventude destemida,
    E quando enxergam, já é tarde, anoitece,"

    E assim caminha a humanidade.

    ResponderExcluir