sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

THUNDERBIRD



THUNDERBIRD

Pássaro trovão, se espalhando pela montanha,
Sobrevoa as paisagens que o grande lago banha,
Com seu poder mágico, de plumas entre brumas,
Ou correndo o deserto escaldante, entre dunas.

Homem pássaro que vem de outro mundo,
Espírito sagrado, do além oriundo,
Um velho índio que conta sobre a vida,
Uma natureza que, no tempo, foi perdida.


Voa o condor pelo tortuoso caminho,
No alto das montanhas faz o seu ninho,
Beija o céu com suas asas de Ícaro emplumado,
Olha o Sol com sua alma de gigante extasiado.

E o homem, um dia foi para o seu lar,
Num lugar muito distante, prometendo voltar,
Deixou seu filho escondido nas alturas,
Parado num tempo de divinas criaturas.

As lendas se espalham pelos corações da humanidade,
Não se sabe o que é realmente verdade,
Mas se pode ainda ver, lá encima, no infinito,
As sombras de um pássaro trovão tão bonito.

Elder Prior

Nenhum comentário:

Postar um comentário