sábado, 28 de setembro de 2013

LUZ


http://perlbal.hi-pi.com/blog-images/554381/mn/133502160025.jpg




LUZ



Surgiu imponente a luz bela e serena,

Em sua envoltura, vento e temperatura amena,

Iluminando o meu olhar com sussurros molhados,

Acalmando minha alma, meus desejos extasiados.



A Luz quis dormir em meu coração,

Quis fazer morada dentro da minha ilusão,

Mas a ilusão é tão passageira e com tempo marcado,

E a Luz jamais pode ficar de lado.



Foi muito tempo que fiquei longe, dos seus afagos, seus abraços,

Não se pode fugir do destino, não se pode afrouxar o laço,

Pois as coisas que são nunca deixarão de ser,

Aquilo que buscamos e fazemos por merecer.



E assim a Luz propaga sua simpatia eletrizante,

Inundando corações, enaltecendo os amantes,

Libertando o amor de suas palavras deliciosas,

Poesias que batem como caldas calorosas.



A luz continua em seu caminho iluminado,

Passeando pela escuridão não a deixando de lado,

Apenas sabe que seu complemento é a ausência,

Daquilo que não existe em sua essência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário