domingo, 31 de março de 2013

MAÇÃ






MAÇÃ

As Maçãs não são todas iguais,
Nem seus sabores divinais,
Existem Maçãs com gosto de nada,
Maçãs sem carinho, Maçã mal amada.

Mas existem Maçãs de sabor suculento,
Que brilham no Sol, com o balanço do vento,
De um vermelho escarlate, de profunda beleza,
Dádiva de Deus para com a natureza.

A Maçã é partida em duas metades,
Coração partido com tamanha maldade,
E a sensibilidade torna-se nudez,
Mostrando a injúria da insensatez.

Mas as sementes sorriem ao mundo,
São as dores que se escondiam no fundo,
Que podem agora surgir no amanhã,
Porque uma semente um dia se torna Maçã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário