domingo, 6 de janeiro de 2013

HADES


         
        


        HADES



         Quantos entram e não mais voltam de abismo infinito,
         Infinito por perder-se a noção do tempo que nos acompanha,
         Estar preso nas dimensões dos desejos e instintos,
         As paixões do mundo que novamente te abocanha.

         Então os anjos vêm e tentam te levar, te acordar,
         Mas os demônios que você criou são mais fortes,        
         Estão neste plano cósmico para te derrubar,
         As guerras vêm para vencerem as mortes.


         Oh! Mundo de pessoas impuras que abusam do tempo,
         De histórias cristalizadas com a morte da alma,
         As indulgências viviam junto com o pesadelo lento,
         E o tempo passa com a consciência calma.


         Chega um momento em que as pessoas acordam desta ilusão,
         E vêem o que realmente podem ver fora da realidade,
         Aprendem a viver de acordo com o que dita o coração,
         E buscam o limiar de toda a felicidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário