sexta-feira, 24 de agosto de 2012

CARTAS DE AMOR - V - MESTRE DOS ARCANOS




MESTRE DOS ARCANOS

Lhe dou o Sol para adornar seus cabelos,
Que me iluminam só por retornar vê-los,
Seu sorriso iluminando meu coração,
Com seus raios carinhosos de paixão.

Lhe dou a Lua para dominares o mar,
Em suas ondas no luar poder cavalgar,
Seus olhos que me olham, enquanto sonho acordado,
Sentindo sua umidade, o suor de um corpo molhado.

Lhe dou o canto dos pássaros felizes ao amanhecer,
Cantando e celebrando a vida sem nada querer,
Sua voz sussurrando em meu ouvido,
Me amando e falando coisas no momento devido.

Lhe dou as mais belas flores do jardim,
Um Éden aberto por um amigo querubim,
Suas mãos deslizando no barro macio,
Tirando carinhos nas areias do leito do rio.

Sou um mestre dos arcanos, que lhe dou presentes,
Dono de ideias, sobre paixões sobreviventes,
Coisas que o tempo tentou, mas não apagou,
Coisas que até o anjo, do homem invejou.


2 comentários:

  1. UAU! que poema lindoooooo....
    Andas escrevendo de forma singular, uma harmonia sem igual... sempre gostei dos teus poemas, ultimamente teus versos tocam a alma, fazem vagar por caminhos de ternura, alegria, uma suavidade sem igual... Simplesmente fantástico!

    bjão
    Su

    ResponderExcluir
  2. Elder, sua inspiração anda em alta. Parabéns.

    "Coisas que o tempo tentou, mas não apagou,
    Coisas que até o anjo, do homem invejou."

    ResponderExcluir