terça-feira, 21 de agosto de 2012

CARTAS DE AMOR - III - A RAINHA




Sentada em seu trono de saber eterno,
Esperando as pesadas sombras do inverno,
Que se dissipam nas palavras sussurradas,
Entre brumas e faces beijadas.

Somente a luz ilumina meu rosto,
Guardando ainda na mente seu gosto,
O sabor de uma paixão consolidada,
Por uma ideia ao destino jogada.

Jogam as pedras e as runas mostram a vida,
Entre o tempo e o espaço por ela requerida,
Seus lábios me dizendo palavras de sabedoria,
Me desejando amor ao despertar do dia.

Me espera mais um pouco em seu trono,
Pois vou chegar até você não sei como,
Só o tempo pode me levar para o amor,
Só o tempo pode dizer adeus à dor.



Um comentário: