terça-feira, 24 de julho de 2012

SETE DIAS



SETE DIAS

Sete notas, sete reis, sete mundos, sete leis,
A glória do Pai está em seus feitos,
E Seth procura pelos que perderam a conexão,
Aqueles que acreditam viver no mundo são.

Os cães ladram à noite, para a sombra escondida,
Demônios uivam para a vida bandida,
Sacrificam-se os dias e pecam-se nas noites,
Bestificando o que de humano ainda resta, no resto.

Sete leis dos sete reis,
Regendo as sete notas dos sete mundos,
Os reis não são puros como se gostaria,
Os mundos não são como todos querem,
Ou não são como ninguém quer?



Será que o que eu quero em meu mundo,
É o mesmo que o meu vizinho quer no seu,
Mas diante do universo vivemos uma chispa de segundo,
Sequer sabemos o bem ou o mal que este mundo regeu.

Dúvidas mostram verdades ilusórias,
Será que alguém tem a verdade?
Pessoas em suas capacidades e suas vidas notórias,
Não será apenas mais um alimento para sua vaidade?

Ser ou não ser, eis a antiga questão,
Acima como embaixo, é a resposta do Egito,
Quem é Deus ou o Diabo então?
“Eu sou a Estrela da Manhã” diz o Cristo,
“Eu sou a Estrela da Manhã” diz o Diabo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário