terça-feira, 17 de julho de 2012

INOCÊNCIA

   

        http://2.bp.blogspot.com/-lMtuDWZhkzo/TdXEr2ujWxI/AAAAAAAAADQ/APgwprQ2OR8/s1600/caixa-de-pandora1%255B1%255D.jpg


  INOCÊNCIA

  Dentro dos caminhos da vida jamais transita um inocente,
  E o inferno abre suas portas esperando apenas que você entre,
  Será esta a sua vontade mais desejada?
  Será este o fim de uma busca alucinada?



  E você que acha que é inocente em seus atos,
  Não lave suas mãos, não se inocente como Pilatos,
  Chegou a hora de aceitar suas culpas e descobrir seus erros camuflados,
  Pois, aqueles que não aceitam suas verdades,
  Verão na vida apenas momentos desolados.    



 A inocência esta nas crianças que caminham com a luz no olhar,
 Esperando um deslize humano para com sua sabedoria castigar,
 Já não se castiga com açoites e torturas, nem inquisição,
 Nem fogueiras de horrores,
 As guerras falam mais alto do que ouvir dos inocentes os clamores.



 Enquanto um inocente morre, nações se levantam, nações sucumbem,
 Enquanto se perde a inocência aquilo que mais amamos vai e vem,
 Não fica aqui, não se estaciona no tempo,
 Corre pela imensidão de nossa mente,
 E aqui fica perdido no mundo mais um Salomão sem salmo,
 Mais uma criança carente.



 O inocente é aquele que acredita saber o que na realidade não sabe.
 E o que sabe jamais posará como se fosse inocente, já não é.


Nenhum comentário:

Postar um comentário