sexta-feira, 20 de julho de 2012

AS FADAS


AS  FADAS


Duas fadas, duas lendas, dois sóis no horizonte,
Duas flores, dois rios, que fluem cada qual de sua fonte,
Cada qual cuidando de suas flores criadas,
Seus espinhos, suas pétalas, suas palavras faladas.

Uma, a rosa rouge carmin, o vermelho escarlate,
A outra, o lírio do pantanal, sempre com a lama em combate,
A rosa que desperta loucas emoções, desejos, seduções,
O lírio que embriaga com seus vinhos, suas poções.


Qual o encanto mais forte que existe nas fadas?
Em suas poderosas palavras, magias bem guardadas,
Reino encantado que encanta, o pobre sapo desavisado,
E o sapo tenta ser príncipe, mas continua um pobre coitado.

Resta apenas ser um Bardo pelo mundo das fadas,
Procurando as migalhas das flores perfumadas,
Tentando encantar com o canto silencioso,
Daquele que vive tão longa, num canto doloroso.

Viva as Fadas!


Nenhum comentário:

Postar um comentário